Buscar
  • Caren Sapienza

Ninguém é feliz sozinho!


Por Caren Sapienza

Algo sempre me intrigou nas relações de trabalho: “Por que as pessoas competem entre si ao invés de colaborarem umas com as outras, já que se trabalha por um objetivo comum?”.


É curioso que, por mais que o discurso pregue que os times trabalhem de forma multidisciplinar, diria até transdisciplinar, ainda há um longo percurso a ser trilhado para que essa a prática torne-se intrínseca. 


Por isso, considero importante, apesar de parecer modismo (até porque os estudiosos já pesquisam estes temas há bastante tempo), empregarmos cada vez as palavras colaboração, felicidade, protagonismo, propósito, entre outras, quando falamos do ambiente corporativo. Se não é mais possível desmembrar o trabalho das outras atividades da vida, porque está tudo junto, misturado, conectado, ou seja lá o que for, que o trabalho possa ser um ambiente de realização e cooperação.


E a cooperação (assim como praticar exercícios, meditar, fazer sexo ou comer algo apetitoso) produz sinais de dopamina, e, consequentemente, uma sensação de bem-estar e, por que não dizer, de felicidade.


Quando escrevi a monografia para a conclusão da minha primeira pós-graduação em 2004, já percorria essa seara ao deslumbrar como seriam as relações de trabalho nas organizações do século 21.


A verdade é que, por mais que a tecnologia invada nosso cotidiano, qualquer trabalho do futuro (de hoje e de sempre) demandará competências socioemocionais de seus interagentes. 


Uma organização americana sem fins lucrativos desenvolveu um framework com a contribuição de educadores e líderes educacionais, empresariais, comunitários e governamentais para definir e ilustrar as habilidades do século 21 necessárias para se prosperar no mundo digital e globalmente interconectado de hoje. São elas: 

Habilidades de Aprendizado e Inovação: Pensamento Crítico, Colaboração, Criatividade e Comunicação.Habilidades de Informação, Mídia e Tecnologia: Literacia Informacional, Literacia Midiática e Literacia das Tecnologias de Informação e Comunicação.Habilidades de Vida e Carreira: Iniciativa e Autonomia, Flexibilidade e Adaptabilidade, Habilidades Sociais e Multiculturais, Produtividade e Liderança.

O curioso é que, apesar de o foco desse trabalho concentrar-se nas crianças em idade escolar, essas competências ou habilidades aplicam-se a todo e qualquer aprendiz ao longo da vida.


Agora, voltando à colaboração, como são as fotos postadas nas redes de pessoas celebrando uma conquista, um resultado alcançado? As que mostram um sorriso largo estão sozinhas ou acompanhadas?


Vale a pena refletir sobre como as conexões com outras pessoas são extremamente importantes para o nosso processo de desenvolvimento e aprendizagem, além de, é claro, trazerem alegria para a nossa vida.


Artigo original publicado em:

https://www.linkedin.com/pulse/ninguém-é-feliz-sozinho-caren-sapienza-de-mello/

11 visualizações

Copyright @2018, Sapiências. Todos os direitos reservados.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Cinza ícone do YouTube